terça-feira, 30 de dezembro de 2008

"Eu quero ser Cinderela, cantar na televisão"











É curioso que em comunidades e fóruns internéticos apareçam tópicos e temas, cuja a finalidade é tentar desmerecer e ridicularizar as cidades onde os participantes desses debates vivem ou viveram.

Felizmente, parece que esse "mal-agradecimento" está em desuso, mas de todo modo é um sintoma interessante do "limbo" genérico que algumas cidades um pouco mais bem-sucedidas do interior brasileiro sofrem.

Possivelmente isso se resume a conflitos culturais e de hábitos de vida, a velha crise entre o tradicional e o (pós) moderno gerado pelo êxodo rural e outras assimetrias culturais.

Porém o fato curioso de algumas pessoas não conseguirem se desvencilhar de seus vínculos rurais-interioranos, mesmo vivendo em outras cidades ou estados, pode deixar a impressão de que o problema está no íntimo da pessoa, e não no lugar onde ela concentra seu ressentimento.

Seja como for, é uma triste constatação...

De gorjeta, vai aí a letra da música "Menina Jesus" do Tom Zé, que tem algo a ver com o tema dessa postagem:

Valei-me minha Menina Jesus
Minha Menina Jesus, valei-me

Só volto lá a passeio, no gozo do meu recreio
Só volto lá quando puder comprar um óculos escuro
Com um relógio de pulso que marque hora e segundo
um rádio de pilha novo cantando coisas do mundo
pra tocar lá nos jardins da cidade, zombando dos acanhados
dando inveja nos barbados e suspiro nas mocinhas

Porque pra plantar feijão eu não volto mais pra lá
eu quero é ser Cinderela, cantar na televisão
Botar filho no colégio, dar picolé na merenda
viver bem civilizado, pagar imposto de renda
Ser eleitor registrado, ter geladeira e TV
carteira do ministério, RG

Bença, mãe.. Deus lhe faça feliz, minha Menina Jesus
que te leve pra casa em paz
Eu fico aqui carregando o peso da minha cruz no meio dos automóveis
mas vai viajar, foge daqui, que a felicidade vai atacar pela televisão
e vai felicitar, felicitar, felicitar, até ninguém mais respirar

Acode minha Menina Jesus, minha Menina Jesus, acode...

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Huck faz gugu. É o fausto da zorra total!

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

PROFETOM !



















MOEDA FALSA

(Tom Zé)

Fala: E logo o Brasil, que vai ser um país rico,
quando esse diabo desse petróleo acabar
O dólar é moeda falsa
O americano já não segura as calças
A Alemanha quase pedindo esmola
A inglesa não usa mais calçola
Na Itália não tem mais sutiã
Suíça não lava a bunda de manhã
Ô, cabrobó,
Eles vão tomar no fiofó

Poizé...

A Maria Adelina, minha cara-metade querida, me lembrou uma coisa:

Não é que o Tom Zé teve alguma razão quando escreveu essa letra?


Quem diria que nosso país estaria nessa posição tão privilegiada no que se refere à petróleo, e por que não dizer,
em sua condição geral, ainda mais depois dessa crise parida em 1º lugar por um Primeiro
Mundo podre.

Suponho que a sua antevisão contextualizou os elementos políticos-econômicos de forma bastante interessante,
pois em 2000 - quando foi lançado o disco "Jogos de Armar", que abriga essa música - a tendência ainda era de
Brasil estaria deitado eternamente num berço putrido.

O fato é que algumas pessoas ainda teimam em pensar a realidade apenas no agora, deixando fatores de prazos
futuros em segundo plano.

Claro, há muito o que melhorar ainda, mas realmente o otimismo desse artista, junto com a sua capacidade de
juntar informações, nos dá além de esperança, uma prova que nosso destino manifesto não é tão macabro
quanto Tanatos gostaria.



segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Animação da garotada !

Eis aí mais uma animação feita por alunos das Oficinas de Animação realizadas pelo nerd que vos escreve - Luciano Ferreira - e que atende pelo nome "Fome Enérgica".

É uma breve estorinha sobre um esfomeado telefone celular e seus modos levemente grosseiros, e foi criada pelo Cleiton "Nagoa", jovem aluno da rede municipal de ensino de Uberlândia, e que trabalha conosco em outra oficina de desenhos animados, cujo o tema é novamente a Capoeira Angola.

A técnica de animação usada, foi o stop-motion, com alguns desenhos complementares.

A música é do Grupo de Risco, letra e voz de Heraldo Fábio .

Portanto, assitam e divirtam-se !

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Chegou a pouco de fora e está louco de raiva - Homossexualismo enrustido nos machos alfa.

Ousei tratar de forma sarcástica no novo video clipe do Grupo de Risco - intitulado "Eu quero ser o policial mau" - um tema que é total e absolutamente tabu:
Violência sexual homossexual como forma de poder.

É comum ouvirmos homens lançando desafios e disputas onde quem perder será "fodido" ou que o ganhador "vai pôr no rabo" do perdedor, o que é algo tolerantemente aceito em conversas informais e brincadeiras, embora revele sempre um suspeitíssimo desejo de poder e dominação.

Já nas obscuridades desse tema, são ocultadas e negadas em qualquer espécie de
mídia ( até no bom e tradicional "boca a boca"), referências sobre estupros homossexuais e outras violências assemelhadas.

Quando muito, são mostrados em filmes, programas ou reportagens, situações onde excluídos óbvios como presidiários e menores carentes, são punidos sexualmente pelos seus "crimes", por chefes de algum gueto maltrapilho, sendo esquecidas garbosamente, situações domésticas e cotidianas.

Seja em qual enfoque for, isso não é discutido de forma clara o suficiente para esclarecer algumas questões, principalmente sobre a identidade sexual do estuprador, uma vez que sempre são tidos como heterossexuais, em vez da homossexualidade que a brincadeira/ato explicita.

E tanto é tabu esse tema, que tive dificuldade em achar alguma página da internet que tratasse o assunto de forma menos superficial, pois evidentemente não é assunto que satisfaça muito a curiosidade alheia...

Eis o artigo sobre esse malfadado tema aqui:

http://glsplanet.terra.com.br/especial/malerape.shtml

Não deixem de ler, afinal você, leitor(a), sabe definir juridicamente o que é o ato de estupro? ein? ein?

Sobre o video-clipe do Grupo de Risco, "Eu quero ser o policial mau", é interessante notar que foi realizado sobre imagens de filmes policiais/guerra que eventualmente tinham cenas de alguma conotação sexual.

Porém o filme "Hellbound", estrelado pelo semi-deus Chuck Norris ( e da onde eu tirei o áudio que "redubla" o vídeo) tem sequências que sugerem uma necessidade louca do dito MACHO ALFA ( no caso, Chuck ) de dominar seus oponentes, evocando comportamento sexual dominador.

Enfim, assistam, gargalhem, riam e reflitam: sempre pode ter um Chuck Norris cafungando no seu cangote.

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Novo video-clipe do Grupo de Risco, um Tratado do Macho

Eis aí, um novíssimo vídeo de uma música já não tão nova ( de 2002), da seção "Críticas Cinemusicais" ( ou seja, redublagens, montagens sobre cinema e afins, realizados sob um enfoque cômico-crítico), e que atende pelo nome:

"Eu quero ser o policial mau"

Assistam, é de chorar ou de rir, talvez ambos.